5 Dicas para ajudar uma Criança a ser Eco-Friendly

eco-friendly

Maria Montessori repetiu vezes sem conta que é a Criança que forma o Homem e, em consequência, a Humanidade. À Criança cabe este trabalho cuja importância é enorme e do qual depende os contornos do futuro. A nós, educadores, cabe-nos a responsabilidade de as guiarmos nesse caminho e de transmitir-lhes valores eco-friendly que caminharão com elas o resto das suas vidas.Não há dúvidas de que é urgente criar uma Humanidade com uma consciência absolutamente renovada em relação à Natureza. Infelizmente, a utilização de recursos por parte da sociedade moderna e de consumo em que vivemos tem implicado um desgaste que a Terra não consegue suportar, e que trará a curto prazo consequências muito graves para as gerações futuras.Felizmente, uma nova mentalidade está emergir juntamente com uma esperança por um Mundo verdadeiramente melhor. Uma consciência ecológica, sustentável e de profundo amor e respeito pela Mãe Natureza. É nossa responsabilidade incutir nas Crianças esta consciência, sendo que elas são o Mundo de amanhã.O futuro da Humanidade e das nossas Crianças depende disso. Falar e ensinar as nossas Crianças a serem eco-friendly deve ser assumido como uma prioridade para todos os educadores. Naturalmente, deverá também tornar-se uma prioridade para as próprias Crianças.Sugerimos hoje algumas ideias para nos ajudar a incutir esta consciência eco-friendly nas Crianças:As Crianças absorvem o que veem os adultos fazer, independentemente de serem bons ou maus hábitos. Estão de certa forma “programadas” para absorver os nossos hábitos, desde o deixarmos a torneira aberta enquanto lavamos os dentes, a desligar as luzes e aparelhos que não estão a ser utilizados, a reciclar, a andar a pé ou de bicicleta, no geral, a cuidar da Natureza e a poupar recursos. Explique o porquê.

Tudo o que fizermos será geralmente apreendido como sendo a forma de fazer as coisas. Devemos treinar e procurar ter isto sempre presente, seja em casa ou fora dela, pois pode fazer uma enorme diferença.Os modelos pedagógicos ditos alternativos, na sua grande maioria, valorizam profundamente o contacto com a Natureza.

Esse contacto acaba por levar à tomada de consciência das Crianças da importância de cuidar e de respeitar a Natureza, para além dos enormes benefícios para a sua saúde.Como poderão as Crianças desenvolver este espírito eco-friendly se não passarem tempo na Natureza, a conhece-la e a aprender a ama-la? É fundamental privilegiarmos o seu contacto com o exterior, longe das tecnologias, falar sobre os fenómenos e despertar todos os seus sentidos.É fundamental ensinarmos às Crianças desde cedo a importância estes conceitos, como excelentes formar de respeitar os recursos e reduzir a nossa pegada ecológica. As Crianças aprendem de bom grado se os conceitos forem apresentados e trabalhados de forma divertida e com as mãos, para além de que adoram sentir-se responsáveis por desempenhar tarefas.Responsabilizar a Criança por separar os resíduos entre os diferentes compartimentos é algo que pode ser verdadeiramente produtivo. Podemos criar ou colar imagens atractivas e divertidas que facilitem distinguir o que pertence a cada um e motivar a separação.”Desperdício Zero” é algo que cada vez mais tem vindo a ser falado e divulgado pela nossa sociedade, sendo um conceito que também poderemos ajudar as Crianças a apreender desde cedo.

Porque não dar-lhes a tarefa de levarem o saco de pano para as compras? Porque não deixar de usar garrafas de plástico e usar garrafas que se podem encher? Essas garrafas podem ser levadas para a escola e para os passeios. Porque não deixar de usar sacos de plásticos para colocar os legumes e frutas? Pode passar a usar sacos de pano que podemos comprar ou fazer com as nossas Crianças.

Puxe por elas e pelas suas ideias. Dê-lhes a palavra sobre como podem reduzir ainda mais. Vai surpreender-se com as suas ideias! Deite fora o que não tem mais utilidade, doe o que esteja em excesso e envolva as Crianças nisso. Muito se fala na adopção de um estilo de vida Minimalista e Eco-Friendly. Muito se fala também de que “menos é mais”. E é.

Roupas, brinquedos, sapatos ou taparueres: há tanto que temos em excesso e sem utilidade! Tudo isso pode ganhar uma nova vida junto de quem realmente precisa. Esse desapego permite que nos foquemos no que realmente interessa.

Deite fora o que não puder ser reaproveitado, e doe o que estiver em condições. Envolva as suas Crianças em acções de solidariedade. Ajude a criar um espírito de entre ajuda e compaixão que poderá contribuir para um mundo realmente mais pacífico.

Basta explicar e mostrar que há Crianças com menos sorte que podem ganhar momentos de felicidade com coisas que estavam há muito esquecidas num canto lá e casa.As Crianças adoram trabalhar com as mãos. Se isto estiver associado ao processo criativo, não há limites para o que podem fazer! Os benefícios que daí podem vir para todos são também muitos. Porque não dar uma nova vida a roupas velhas, rolos de papel, caixas vazias, mobília, colagens com revistas velhas? Dê-lhes total liberdade e mais uma vez surpreenda-se!Além disso, em vez de comprar novo, porque não trocar ou partilhar?

As Crianças muitas vezes perdem interesse em certos brinquedos ou materiais, roupas e até mesmo mobiliário que deixam de servir.

Ao invés de comprar sempre novo, porque não organizar com outros pais um “mercado de troca livre de brinquedos”? Ou criar um grupo no facebook para isso?Desta forma as Crianças podem trocar brinquedos antigos por outros. Com isso consegue-se poupar dinheiro e não só! Permite que as coisas sejam reutilizadas ao invés de deitadas fora ou armazenadas. Já imaginou os conceitos que irá estar a incutir nas Crianças? Já imaginou como elas se podem sentir?Os princípios são sempre os mesmos. Envolver as Crianças de uma forma que seja realmente atractiva para elas: com trabalho, com as mãos, com responsabilidade. Seja na varanda da sua casa, no jardim, num parque! Dê à Criança a responsabilidade de cuidar de uma planta ou mesmo de um jardim orgânico. Pode passar-lhe a responsabilidade de cuidar de ervas aromáticas ou de legumes. Hoje em dia já é fácil seguir comportamentos eco-friendly!

Plantar uma semente e vê-la crescer pode ser mágico e incrível aos olhos de uma Criança. Utilize depois as ervas que crescem nos cozinhados lá de casa e aproveite para conversar e explicar sobre a importância de uma alimentação com produtos orgânicos.Para além do sentido de responsabilidade, poderá ainda ser uma excelente oportunidade para aprenderem e pesquisarem sobre Ciências da Natureza. Ensine-lhes que quando a terra está seca deve ser regada e quando esta húmida pode ficar como está

Pode também plantar árvores com eles como seja em ocasiões especiais como o Dia da Árvore ou Dia da Terra. Ou como agora, numa altura em que o nosso País foi profundamente afectado pelos incêndios.

Porque não plantar árvores com eles ou participar num programa de reflorestação? As Crianças vão-se sentir capazes, maturas e importantes.Este é um daqueles conceitos que está também a ganhar terreno de dia para dia. Através do Comércio Justo garantimos estar a adquirir produtos produzidos de forma sustentável, amigos do ambiente e, sobretudo, sem recorrer à exploração de mão-de-obra, sobretudo infantil. Pesquise com as suas Crianças: veja a origem dos produtos, os ingredientes ou se são testados em animais. Vai ver que há inúmeras alternativas!Artigo escrito pela equipa do Jardim da Descoberta. Pode acompanhar este projeto no Facebook e no Site em jardimdadescoberta.com.